Eu Me Importo

eu-me-importo1

“Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de todas as tuas forças. E o segundo é este: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que esses.”  (Marcos 12:30-31)

Com muita gratidão em nosso coração estamos vivendo mais um Congresso Jovem em nossa igreja. Foi escolhido um tema bem desafiador para este tempo de crise que não apenas o nosso país está vivendo, mas o mundo de forma geral: “Eu me Importo”.

Jesus sempre se importou com as pessoas e nunca as deixou sem amparo nos momentos em que precisaram dEle. Amar o próximo, ajudar, socorrer, é uma tarefa exclusiva e direta da igreja. Esse é um mandamento deixado por Jesus para todos os Seus seguidores sem exceção.

Vamos observar com cuidado o que a Bíblia nos ensina sobre amar e cuidar do próximo. Vejamos dois exemplos que podemos aprender com a Palavra de Deus:

A Parábola do Bom Samaritano é uma delas, onde um homem foi assaltado e o deixaram “meio morto”. Passaram por ali um sacerdote e um levita e nada fizeram por ele. Mas, quando passou um samaritano, este cuidou dele, colocou remédio em suas feridas e o levou a um lugar seguro e ainda pagou a sua estalagem (Lucas 10: 25-37).

Outro exemplo forte que gosto muito é o da Multiplicação dos Peixes e Pães, onde os discípulos queriam despedir a multidão que já estava faminta, mas Jesus os viu naquela condição e realizou o milagre e disse: “Dai-lhe vós de comer” (Lc 9: 10-17).

A Bíblia é repleta de lindos exemplos de solidariedade e eu poderia citar vários outros aqui, estes permitem a nós que abramos os nossos olhos e compreendamos a necessidade de abençoar aqueles que precisam. Em outra ocasião o Senhor Jesus disse: “Mas bem-aventurada coisa é dar do que receber”. Quem dá é porque tem e quem recebe é porque está precisando. Portanto, se você pode, venha abençoar aos necessitados.

Esperamos que esse momento que estamos vivendo não fique resumido em apenas alguns dias, mas que possamos vivê-lo durante toda nossa estadia aqui na terra. Jesus nos convoca para esta missão e espera dos Seus liderados que estes coloquem em prática os Seus ensinamentos com alegria, sem esperar elogios ou algo em troca do que tem feito até aqui. Portanto, somos desafiados a levantarmos dos nossos assentos, descruzarmos os braços e ajudar os que precisam. Muito melhor que belos discursos é a ação de cada um de nós.

Estamos nos aproximando das eleições e nesse período é muito comum ver pessoas ajudando as outras com “presentes”. No entanto, com o cristão verdadeiro não é e nem pode ser assim. Nossa conduta precisa ser sincera, de coração e não por obrigação, pois isso para nada adiantaria. Que Jesus tenha compaixão e misericórdia de cada um de nós e nos ajude a romper as barreiras que ainda temos e que nos impedem de fazermos ainda mais a obra do Senhor. Lembre-se de que as pessoas estão a nossa espera e querem ver em nós a luz de Cristo Jesus. Vamos nos importar com este povo que é tão carente da graça de Deus.

Do Seu Pastor e amigo
Lusitano Couto

Author: adm0152

Compartilhe!