Aprendendo a Lidar Com o Pecado

“Confessei-te o meu pecado e a minha maldade não encobri; dizia eu: Confessarei ao Senhor as minhas transgressões e tu perdoaste a maldade do meu pecado” (Salmo 32:5)

Graça e paz, amados irmãos!

Esse Salmo escrito pelo rei Davi é de suma importância para nós, pois o mesmo abre seu coração e fala para Deus o seu drama e, assim, ele não esconde algo terrível que havia cometido e que entristecera o coração do Senhor.

Davi sabia muito bem que o pecado trazia consequências terríveis sobre sua vida e sobre a vida daqueles que o cometem, pois o pecado deforma o caráter e compromete nossas relações com Deus e também com o próximo.

Sabemos que o pecado produz no ser humano apatia, medo, insegurança, tristeza, remorso e tantas outras coisas que nos atrapalham de servir melhor ao nosso bom Pai. Sem contar que o pecado marca nossa vida, que, dependendo, pode trazer um grande estrago para aquele que o comete por toda sua vida.

Somos, por essência, pecadores desde o nosso nascimento, trazendo as raízes de nossos pais Adão e Eva, e de lá para cá, somente o sangue precioso de Jesus pode nos lavar de todo pecado e nos purificar de toda injustiça. Com isso, entendemos que nós não apenas cometemos pecados, mas somos pecadores – “Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” (Romanos 3:23).

O pecado além de interromper nossa comunhão com Deus e com o próximo, também pode causar a morte, conforme descrito em Romanos 6:23: “Porque o salário do pecado é a morte…”. Temos assistido diversos episódios em nossos dias em que o pecado tem tirado a vida de várias pessoas, interrompendo assim uma caminhada que poderia ser mais longa. Muito triste esse fato.

Precisamos entender que Deus está disposto a perdoar nossos pecados a partir do momento que os confessamos e deixamos de praticá-los. Abrir o coração para Ele e contar aquilo de errado que fizemos deve ser algo feito diariamente, pois Deus se agrada de pessoas que assim agem para com Ele – “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça. Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso e a sua palavra não está em nós” (I João 1:9-10).

Portanto, amados irmãos e leitores, vamos caminhar com cuidado nesse mundo tão mal que está no maligno. Evitemos as brechas a fim de que o inimigo não tenha nada do que nos acusar e assim, que ele saia envergonhado e Deus glorificado.

Que Jesus aumente nossa fé nEle e que continuemos prosseguindo em direção aos alvos que Ele tem para nós. Lembre-se que diante desta caminhada que é tão difícil aqui na terra, temos uma promessa da parte do Senhor, que nos diz: “Mas em todas essas coisas somos mais que vencedores por Aquele que nos amou” (Romanos 8:37)

Guarde essas palavras em seu coração e lembre-se sempre: “Escondi a tua palavra no meu coração para eu não pecar contra ti” (Salmo 119:11).

Do seu Pastor
Lusitano Couto

Author: adm0152

Compartilhe!